Jul 11, 2020 Última Atualização em: 4:47 PM, Jul 10, 2020

Idosos sofrem com tentativas de golpes no Rio Grande do Sul

Idosos sofrem com tentativas de golpes no Rio Grande do Sul Lauro Alves/Agência RBS
Publicado em Notícias de 2020
Lido 440 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Tagged sob

Em reportagem de 17 de fevereiro (segunda-feira), o site GaúchaZH revelou uma nova tentativa de golpes contra os idosos. Dessa vez, um morador de Porto Alegre, de 69 anos, recebeu uma ligação de que a esposa teria R$ 137 mil a receber em três parcelas como forma de compensação pelo Plano Collor. No entanto, para receber este valor, era necessário depositar R$ 1.498,80 para custos de despesas com documentação.

O idoso foi buscar uma orientação com a gerente do banco onde possui conta e descobriu que estava prestes a cair em um golpe. Este crime também afetou outras pessoas idosas. Também pelo telefone, uma senhora de 78 anos foi comunicada que o marido, já falecido, teria um valor a receber como indenização pelo mesmo plano. Porém, a mulher não teve a mesma sorte, pois acabou depositando R$ 1.5 mil na conta bancária aos estelionatários. Ela só descobriu que havia algo errado quando recebeu um novo pedido para depositar R$ 5 mil.

Essa é mais uma tentativa de golpe que estelionatários estão usando contra aposentados, pensionistas e idosos. No primeiro relato, o idoso recebeu a ligação de um homem que identificava-se como "doutor Eduardo" e diziar ser membro do Conselho Nacional da Previdência. Nesta ação, o golpista informava que as ações foram movidas por unidades da federação e que o Rio Grande do Sul era o primeiro a ser contemplado. E entre as pessoas a receberem o depósito, de acordo com a narrativa do golpista, estava a esposa do idoso.

"É preciso sempre desconfiar dessas ligações sobre valores que você tem a receber, principalmente quando possuem valores, por isso, nunca forneça dados pessoais por telefone ou outros meios. Caso tenha algum processo em aberto, contate seu advogado ou os órgãos oficiais" sugere o presidente da FETAPERGS Léo Altmayer.

Com a aprovação do pacote anticrime, o estelionato passou a ser crime de ação condicionada quando as vítimias possuem até 70 anos. Portanto, o delito pode ser registrado, porém a investigação só é aberta se a pessoa lesada concordar. No entanto, fazer apenas o registro é importante para a polícia reunir informações para outras investigações. 

Deixe um coment√°rio

Os campos com (*) são de preenchimento obrigatório.

Leia Também

INSS adia a reabertura de agências no Brasil

INSS adia a reabertura de ag√™ncias …

10 Jul 2020 Notícias de 2020

Presidente interino da FETAPERGS participa do programa Boca no Trombone

Presidente interino da FETAPERGS pa…

08 Jul 2020 Notícias de 2020

FETAPERGS lamenta falecimento de companheiro de lutas dos aposentados no RS

FETAPERGS lamenta falecimento de co…

06 Jul 2020 Notícias de 2020

Governador do RS faz apelo para a população para conter a pandemia

Governador do RS faz apelo para a p…

03 Jul 2020 Notícias de 2020

FETAPERGS mantém atendimento suspenso

FETAPERGS mant√©m atendimento suspen…

26 Jun 2020 Notícias de 2020