Apr 07, 2020 Última Atualização em: 12:25 PM, Apr 2, 2020

Assembleia aprova projeto que prevê aposentadoria aos deputados

Categoria: Notícias de 2014
Acessos: 1573 times

Assembleia aprova projeto que prevê aposentadoria aos deputados

Placar da votação foi de 29 a 14

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou nesta terça-feira (25) projeto de lei que cria um plano especial de aposentadoria para os deputados estaduais. O texto proposto pela Mesa Diretora permite que os parlamentares se aposentem com o salário integral, de R$ 20 mil. O placar da votação foi de 29 a 14. Eram necessários 28 votos para que o projeto fosse aprovado.

Assembleia aprova projeto que prevê aposentadoria aos deputados

Placar da votação foi de 29 a 14

VotaoA Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou nesta terça-feira (25) projeto de lei que cria um plano especial de aposentadoria para os deputados estaduais. O texto proposto pela Mesa Diretora permite que os parlamentares se aposentem com o salário integral, de R$ 20 mil. O placar da votação foi de 29 a 14 (veja na imagem ao lado). Eram necessários 28 votos para que o projeto fosse aprovado.

O projeto de lei define que os deputados vão ter que contribuir com 13,25% do salário. O Legislativo complementará pagando o dobro, outros 26,5%. Hoje, os deputados fazem parte do regime geral do INSS, cujo teto da aposentadoria é de R$ 4,3 mil.

O presidente da Assembleia Legislativa diz que o projeto tem um impacto previsto de R$ 600 mil por ano. Segundo Gilmar Sossella, o Parlamento fez a sua parte nos últimos dez anos em termos de redução de custos.

"Reduzimos a despesa da Assembleia em 45%. Reduzimos diárias, que não são reajustadas há 10 anos. Fizemos economia com contratos. Tomamos muitas medidas amargas de enxugamento. O Legislativo foi o poder que mais contribuiu", defende Sossella.

Para se aposentar com o vencimento integral, o deputado precisa ter 35 anos de mandato e 60 anos de idade. Quem não atingir esses anos, poderá requisitar benefício proporcional.

"A Assembleia fez justiça hoje. Como os demais poderes, ficamos na mesma condição que funcionários públicos estaduais. E isso com a nossa própria contribuição. Se alguém quiser aproveitar os mandatos anteriores, vai ter que buscar recursos para integralizar o tempo de serviço", diz o deputado Adolfo Brito (PP), que votou favoravelmente.

A bancada do PT foi a única a votar em bloco contrária à aprovação. Para o deputado Raul Pont (PT), a aprovação abre precedente para outras casas legislativas.

"Não tenho dúvidas. Nas grandes cidades, as Câmaras de Vereadores vão discutir. Se um deputado pode, por que um vereador não pode? Toda a desigualdade e todo o privilégio acabam criando mau exemplo", diz Pont.

O valor do impacto final do projeto pode alterar, dependendo de quantos futuros inativos e pensionistas a Assembleia tiver. O projeto vai agora para o governador Tarso Genro, que poderá sancionar, vetar ou não se manifestar. O prazo é de 15 dias.

 Fonte: gaucha.clicrbs.com.br


Leia Também

Recomendações da Secretaria Estadual da Saúde para os idosos

Recomendações da Secretaria Estadua…

02 Abr 2020 Notícias de 2020

Recomendações da Secretaria Estadua…

02 Abr 2020 Notícias de 2020

Junto a OAB/RS, Federação busca antecipação de precatórios

Junto a OAB/RS, Federação busca ant…

27 Mar 2020 Notícias de 2020

Federação orienta entidades filiadas sobre a prevenção ao novo coronavírus

Federação orienta entidades filiada…

25 Mar 2020 Notícias de 2020

INSS irá liberar auxílio-doença para beneficiário sem a necessidade de perícia

INSS irá liberar auxílio-doença par…

20 Mar 2020 Notícias de 2020