Apr 07, 2020 Última Atualização em: 12:25 PM, Apr 2, 2020

Nove lições para viver mais de cem anos

Categoria: Notícias de 2014
Acessos: 1735 times

Nove lições para viver mais de cem anos

Pesquisadora listou as principais características das cinco cidades com melhor qualidade de vida para a população

Há quatro cidades em que a qualidade de vida de quem passou dos cem anos é um exemplo para todo o mundo. Nesses lugares, não basta ter vivido um século, é preciso chegam aos cem com uma vida normal, sem restrições e com autonomia. Loma Linda, nos EUA; Nicoya, na Costa Rica; Sardenha, na Itália; e Okinawa, no Japão, são conhecidas como “as zonas azuis” e são alvos de inúmeras pesquisas sobre o comportamento da população que tem a melhor qualidade de vida do mundo.

 

Nove lições para viver mais de cem anos

Pesquisadora listou as principais características das cinco cidades com melhor qualidade de vida para a população

Há quatro cidades em que a qualidade de vida de quem passou dos cem anos é um exemplo para todo o mundo. Nesses lugares, não basta ter vivido um século, é preciso chegam aos cem com uma vida normal, sem restrições e com autonomia. Loma Linda, nos EUA; Nicoya, na Costa Rica; Sardenha, na Itália; e Okinawa, no Japão, são conhecidas como “as zonas azuis” e são alvos de inúmeras pesquisas sobre o comportamento da população que tem a melhor qualidade de vida do mundo.

– Essas cidades ensinam algumas lições que todas as pessoas, independente de onde elas vivem, podem seguir. Muitas vezes, podemos reverter os danos que causamos a nós mesmos quando jovens. Maturidade é isso, longevidade é consequência – diz Marina Maria Cabral, doutora em Gerontologia Biomédica que, no Brasil, estuda as zonas azuis.

Nessas cidades, as pessoas com mais de cem anos parecem ter 70. Elas têm hábitos que, certamente, são “culpados” por essa vida melhor. A pesquisadora listou as nove lições que as pessoas que vivem nas zonas azuis seguem para envelhecer melhor:

1. Mantenha-se em movimento

Com o tempo, o metabolismo do nosso corpo entra em processo de declínio. Aos 20 anos, o metabolismo vive o ápice do seu funcionamento. Por isso, geralmente é mais fácil emagrecer quando jovem do que mais tarde. O metabolismo é um processo do nosso corpo para transformar as substâncias que consumimos em energia. Então, usamos essa energia para realizar todas as nossas tarefas, desde bombear sangue para o coração até fazer um exercício. Quando o metabolismo fica mais lento, o organismo tende a acumular mais gordura. O resultado é o aumento de peso.

– O segredo é se manter em movimento constante. A idade não pode ser um motivo para deixar de ir à fruteira, levar o cachorro para passear, ir a pé até o parque – revela Cabral.

2. Saiba seu propósito

A vida tem que ter graça sempre. Portanto, ter tarefas essenciais diariamente para cumprir.

– Trabalhos voluntários, cuidar das plantas, visitar parentes, almoçar com os amigos e familiares, preparar a comida são propósitos de vida.

3. Vá devagar

O metabolismo mais lento é motivo para acelerar o passo e movimentar o corpo. Ao mesmo tempo, as cidades que formam as zonas azuis mostram que é preciso manter um ritmo de vida mais lento. Cabral explica que isso significa que é possível repensar o tempo dedicado ao trabalho convencional e controlar o estresse.

– No Brasil, vivemos sob muita pressão porque nosso ritmo de vida é muito rápido. Dedicamos muito pouco tempo ao que realmente nos dá prazer. Quando chegamos à terceira idade e nos aposentamos, a “freada” na vida vem com muito mais intensidade e, por isso, o índice de depressão nas pessoas mais velhas é tão alto – explica a pesquisadora.

Os dados são realmente preocupantes por aqui. Nos últimos 16 anos, as mortes por depressão cresceram 705% no país e a terceira idade foi a mais atingida.

4. Pare de comer

– O segredo da longevidade dessas quatro cidades é comer até ficar 80% saciado. Quando atingimos os 100% a saciedade vira estufamento, um acelerador do envelhecimento. A regra deles é comer para viver e não viver para comer – conta Cabral.

5. Consuma mais vegetais

Vegetai substituem, no dia a dia, as carnes e carboidratos. Não que esses dois itens não possam estar no prato dos mais velhos, mas os vegetais devem ocupar mais espaço, pois têm mais fibras e minerais.

6. Tome vinho tinto

A uva escura possui mais flavonoides, que previnem as doenças cardiovasculares e o câncer.

– Mas aquela taça diária de vinho tinto só tem efeito em pessoas fisicamente ativa – alerta a pesquisadora.

7. Manter a família sempre por perto

Uma das atividades mais frequentes de quem vive nas quatro cidades que formam as zonas azuis é o convívio com a família, principalmente com os netos.

– Em Okinawa, os avós dedicam pelo menos uma hora por dia aos filhos e netos para contar histórias dos seus antepassados. Enquanto isso, no Brasil, a maior queixa da terceira idade é a solidão e o abandono.

8. Alimente sua alma

Essa também é uma regra leva à longevidade. Manter o espírito feliz, seja através da religião seja em atividades como a ioga, é uma prática corriqueira da terceira idade das zonas azuis.

9. Tribo certa

Assim como os adolescentes se sentem mais felizes quando convivem com outros jovens, os mais velhos também mantém mais qualidade de vida quando participam fazem atividades com outras pessoas da terceira idade.

– São nove tarefas simples que se seguidas podem fazer com que os idosos brasileiros possam ter uma vida mais saudável e feliz – aponta a pesquisadora.

 Fonte: zh.clicrbs.com.br


Leia Também

Recomendações da Secretaria Estadual da Saúde para os idosos

Recomendações da Secretaria Estadua…

02 Abr 2020 Notícias de 2020

Recomendações da Secretaria Estadua…

02 Abr 2020 Notícias de 2020

Junto a OAB/RS, Federação busca antecipação de precatórios

Junto a OAB/RS, Federação busca ant…

27 Mar 2020 Notícias de 2020

Federação orienta entidades filiadas sobre a prevenção ao novo coronavírus

Federação orienta entidades filiada…

25 Mar 2020 Notícias de 2020

INSS irá liberar auxílio-doença para beneficiário sem a necessidade de perícia

INSS irá liberar auxílio-doença par…

20 Mar 2020 Notícias de 2020